Pronto, falei!

 

Quantas vezes eu já me senti sozinha nessa vida. Muitas vezes, muitas noites, muitos dias. Hoje é exatamente um dia assim. A solidão já apareceu quando eu tava sozinha, mas também já deu as caras quando tinha muita gente perto. Naquele momento quando você olha pro lado e vê que ali tem diversas pessoas procurando coisas, que nem elas sabem ao certo o que é. E nenhuma capaz de oferecer nada a você ou a quem quer que seja. Só sabem pedir e receber. Quantas vezes eu não procurei alguém precisando absurdamente ouvir um conselho e no final acabei dando um. Não é todo mundo que para pra escutar, que quer escutar. Todos querem falar, falar e falar. Agem como se só eles existissem, ninguém mais. Ei, eu tô aqui! Me escuta! Eu não sou descartável. Eu tenho meu valor, sim. Mas cadê que alguém vê? E quando você percebe que não tem mais serventia pros outros, se vê sozinha assim.
Acredito que nesse mundo a única pessoa com quem eu posso contar realmente sou eu mesma. Talvez nem possa contar tanto assim. E quer saber? Eu também sou humana, eu também sou egoísta e eu também quero ser ouvida sem ter que escutar lamentos de ninguém. Eu também estou bem preocupada com meu próprio umbigo. Por fim, eu sou igual a todo mundo a quem eu critico. Tudo farinha do mesmo saco.

-Juliana Bassan Ayon

Recomendado

2 Comentários

  1. Adorei o texto! E você disse tudo!!! Teve um dia que coloquei uma frase assim no meu mesenger: “Grito mas ninguém me escuta!” e alguns (leia-se uma pessoa) veio me perguntar o que houve, eu disse: é assim que eu me sinto em alguns dias! Simples assim!
    Eu tento não ser farinha do mesmo saco, mas a dias que eu gostaria de ser.
    Bjss
    Vi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *