Dois Pesos e Duas Medidas

Trilha Sonora:
50/50 – The Strokes

É fácil falar, apontar defeitos, criticar, condenar os outros. Mas e quando as mesmas atitudes que você um dia julgou e crucificou são cometidas por alguém que você tem laços. Laços de intensa amizade ou parentesco. Alguém que você gosta muito. Como fica? Você teria coragem de condenar da mesma maneira? Seria imparcial? Você pode até dizer que sim, mas eu duvido. Na vida tudo tem dois pesos e duas medidas. Quando é com alguém próximo, diversas desculpas pra determinada atitude aparecem. Do mesmo jeito que uma pessoa pode fazer aquilo que já condenou alguma vez. Você mesmo pode fazer. Ou até já ter feito. E aí? Qual a sua reação? Existem coisas muito relativas na vida da gente. Tratadas de maneira diferente, dependendo a intenção. Cada um sempre preocupado com o seu umbigo e agindo da forma que mais lhe convém. Como diz aquele ditado “Não cuspa pra cima que pode cair no meio da sua testa”. É nojento, mas é verdade. Quantas vezes não acontecem coisas desse tipo na vida de pessoas diferentes? Pode ser comigo, com você, com seu vizinho ou seu colega de trabalho. E também não dá pra acreditar que estamos livres de sermos julgados, como nós mesmos julgamos. Ninguém está imune a isso. Por essas e outras, o melhor a fazer é começar a pensar bem antes de fazer algum comentário maldoso de alguém que fez alguma coisa que você já acobertou. Afinal, amanhã pode ser você em uma situação parecida e sendo julgado com a mesma maldade com que julga e fala.

-Juliana Bassan Ayon

Recomendado

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *