inconstante

Para ler ouvindo: 

http://grooveshark.com/songWidget.swf

O que eu penso não é o que você pensa, não é o que ela pensa, não é o que ele pensa. Também não é o que a fulana pensa, não é o que ciclano pensa e nem o que beltrano pensa. É só um pensar individual de cada um, cada um com a sua ideia, o seu jeito, o seu olhar, a sua impressão, a sua maneira. E cada um tem o direito de ver o que quiser como quiser. E mudar de opinião depois ao perceber que se equivocou não é vergonha, é crescimento. Posso pensar o que eu quiser hoje, amanhã discordar, e depois discordar de novo e semana que vem pensar o mesmo que eu pensava hoje. Tenho o direito de ser inconstante. Tenho o direito de surtar. Tenho o direito de ter ciúmes. Tenho o direito de me sentir sozinha. Tenho o direito de amar. Tenho o direiro de demonstrar todo o meu amor. Tenho o direito de demonstrar todo o meu ódio. Tenho o direito de odiar. Tenho o direito de escancarar o meu pior lado. E tenho o direito de pedir desculpas e ser perdoada também. Ou não?

{Juliana Bassan Ayon}

vi esse gif aqui

Recomendado

eu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *