Primeiro olhei em teus olhos

 

 

Primeiro olhei em teus olhos
E vi, no fundo, a luz eterna.
Ofuscado, perdi minha escuridão.
E vi que isso era muito bom.
Depois uni minha boca
A tua boca – céu de estrelas-
E o verbo se fez paixão
Vi, novamente, que era bom…
Colei meu corpo ao teu:-
Braços enlaçados abraços,
Peito sobre peito, pernas juntas.
E alcancei o infinito e foi bom.
Tudo começou com um olhar
Furtivo e sem vontade lúcida
(Apenas um não se entender o amor)
Tornou-se alma dentro d’alma – e é bom!
– Antonio F. dos Santos Jr
Esse foi o poema que o Jorge escreveu na primeira carta que ele me enviou quando começamos a namorar, isso lá em 2002. ♥

Recomendado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *