só.

 

 
Eu. Só.
Incomodada por estar só.
Mas talvez só,
Seja onde eu deva estar.
Só eu.
Eu só.
Talvez só, eu seja mais eu.
Calada.
Parada.
Eu só.
Só eu.
Talvez assim deva ser.
Eu. Sozinha.
No silêncio da casa vazia.
Só eu.
Eu, só.
 
{Juliana Bassan Ayon}

Recomendado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *