O Dia da Mulher e a hipocrisia.

Dia 08 de Março é comemorado o Dia Internacional da Mulher. O dia da mulher surgiu por causa de mulheres que cansaram e resolveram lutar por uma vida melhor. As manifestações datam de 1908, 1910, 1911, 1913, 1917, 1960 em diversos lugares, mas todas com o mesmo objetivo: igualdade e melhores condições de trabalho (pra ler mais clique aqui). E em dezembro de 1977 esse dia foi adotado pelas Nações Unidas pra lembrar toda luta e conquista das mulheres. E hoje cá estamos nós celebrando o dia e nos deparando com lindas mensagens pra todas as mulheres nas redes sociais. Na teoria é tudo lindo, mas na prática a hipocrisia rola solta.

https://www.facebook.com/germana.zanettini
Hoje toda mulher recebe flores, toda mulher é guerreira, toda mulher é amada e admirada. Hoje o centro das atenções são as mulheres, hoje todos os esforços são reconhecidos, hoje todas somos mulheres maravilha. Mas isso não deveria ser só hoje. E tudo não deveria estar tão mergulhado em hipocrisia assim.
Porque eu não vejo muita coisa sincera aí, não. O que eu vejo hoje é aquele filho que destrata a mãe, que grita e que xinga, e que hoje chama ela de guerreira e dá parabéns por uma rede social qualquer e tá perdoado por tudo o que fez o ano inteiro. Vejo o marido que a semana toda chega em casa e fica largado no sofá, reclamando do jantar que a mulher fez ou de como a casa está bagunçada, que larga os filhos como responsabilidade toda da mulher, daquela mulher que trabalha fora como ele, mas que em casa tem que dar conta de tudo sozinha, daí ele hoje mandou um buquê de flores com um cartão bonitinho e opa, está tudo certo. Vejo as “amigas” que não perdem a oportunidade de falar o quanto a outra está gorda e que não se cuida, o quanto a fulana não deveria usar roupa curta porque vai ser julgada e chamada de biscate, ou o quanto a colega tá velha demais esperando pra ter filho, mandando lindas mensagens de “Parabéns, querida, você é maravilhosa”. Mas só hoje, tá? Porque no resto do ano você não se dá o respeito. E aposto que você também viu disso por aí. E, infelizmente, esses são só 3 exemplos.

E quer saber o que eu acho? Que perdeu todo o sentido. O que a gente tá comemorando é a luta pela igualdade, mas não é isso que eu vejo. Não tem igualdade, não tem respeito. Tem desigualdade salarial, tem padronização estética, tem assédio moral e sexual, tem culpabilização da vítima, tem falta de direito sobre o próprio corpo, tem revenge porn e discriminação de gênero. E é como se toda a gentileza de hoje apagasse os abusos do resto do ano. E não é assim que funciona! Eu acho pouco pras nós mulheres nos contentarmos com esses parabéns descarados de hoje. Que daí hoje é tudo lindo, mas no resto do ano somos obrigadas a aguentar toda uma sociedade nos dizendo como nos comportar, como nos vestir, quanto temos que pesar… Tá tudo muito errado!

E mulheres, parem de julgar as outras mulheres! A gente foi criada assim, eu sei. É difícil, é contraditório e eu mesma estou passando por isso. Mas a gente precisa questionar e não aceitar tudo como nos é imposto. Homens estranhos quando se encontram num churrasco depois de 10 minutos são amigos, mulheres se dividem em rodinhas e 10 minutos depois tão malhando o outro grupo. E sempre foi assim, desde o primário. Mulheres não se vêem como amigas, se enxergam como rivais. E olha, não sei se vocês sabem, mas estamos todas no mesmo barco. Somos julgadas, assediadas, discriminadas e estereotipadas todas da mesma forma. Deveríamos ser solidárias umas com as outras, mas muitas vezes ajudamos a disseminar fofocas, culpas e picuinhas. O machismo ta aí desde sempre e não vai sumir da noite pro dia. Mas está na hora de nós mulheres começarmos a mudar a maneira como nos vemos e nos unir pelo mesmo ideal. E termos orgulho de todas sermos mulheres.

Eu não quero chocolates, flores e bombons. Eu não quero homenagens mascaradas. Eu quero respeito e igualdade. Eu quero liberdade de decidir o que fazer e como levar a minha vida. Eu quero sim ser parabenizada pelas minhas conquistas. Mas sem hipocrisia.

Recomendado

2 Comentários

  1. Só falou verdades, Gêmula! Te falar que eu to cansada desse bando de homenagem pra mulher em todo canto? Porque é só nesse bendito dia 8 de março, só nesse dia mulher é maravilhosa, dá um tempo. Acho que eu sou chata com datas comemorativas em geral e acho também que respeito é todo dia, não só um dia no ano pra você ficar enchendo a bola dos outros. Eu não me sinto lisonjeada e acho que encontrei no seu texto o motivo: É muita hipocrisia.

  2. Tem muito o que comemorar, mas ainda tem que mudar muita coisa pra ficar pelo menos bom. E a gente tem que externar o descontentamento pra que ajude os outros a enxergar que tá errada essa falsidade. Mas tenho fé num mundo mais justo <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *