Quem diria.

Para ler ouvindo:

Empathy – Alanis Morissette

quem diria

 

Vez em quando se falava

Tanta história, tanta ladainha

Da menina, tão sozinha

Que perdida se encontrava.

No silêncio assombroso

Sempre o choro se ouvia

Da menina arredia

Com seu destino penoso.

Tanto choro, tanto lamento

Pelo caminho da estrada

A menina, coitada

Toda quebrada por dentro.

Só um ponto na multidão

Era isso pra quem via

A menina, quem diria

Não tinha mais um coração.

-Juliana Bassan Ayon

Recomendado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *