falar, calar ou sentir

Algumas coisas
temos necessidade de falar.
De colocar pra fora,
independente do jeito.
Outras coisas
são melhores caladas.
Guardadas em segredo.
Quase como se não existissem.
Já mais outras,
diferentes das anteriores,
precisam ser sentidas.
Só sentidas.
Sem falar, sem calar.
Só sentir.
Sentir a fundo.
Só o mergulho profundo,
intenso e poderoso.
Se deixar dominar,
preencher e transformar.
E assim compreender.
E dentro desse mundo,
se conhecer.
E só depois de sentir
se decidir.
Se sobre isso se deve
falar ou calar.

– Juh Bassan

Recomendado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *