prioridades.

A casa toda escura, iluminada apenas pela luz da tela da televisão ligada em um canal aleatório e sem som, servindo apenas para o propósito de uma iluminação mais sutil no ambiente. Pandorinha, recém operada e deitada no tapete entre a tevê e o sofá, dorme um sono tranquilo e profundo. Depois da tensão de buscá-la no veterinário e fazer com que ela finalmente se acalmasse e dormisse, sento no sofá e fico observando ela dormir. Parece uma bebezinha. Sem conseguir evitar, começo a tossir. Uma tosse forte, alta e carregada que veio junto com a gripe que me pegou desde o final de semana. Não dá pra tossir baixo e nem disfarçar. Nisso o Jorge, que estava lá na cozinha, fala em tom de sussurro:
– Amor, você tomou o seu xarope?
Tá preocupado comigo, pensei.
– Ainda não. – respondi sussurrando também.
– Então toma senão você vai acordar a nenê.

Prioridades, gente. Prioridades.

🐕💛😍🐾

Recomendado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *