estar

Eu tenho buscado o silêncio.
Mas os gritos dentro de mim
não me deixam ouvir nada.
Nem meus próprios
pedidos de socorro.
Nada além de tudo.
Nada além de alma.
Tudo menos calma.

E assim não vivo.
Não sinto o sabor dos instantes.
Não absorvo os segundos.
E estou fadada
a desaprender viver.
Sigo anestesiada.
Estou cansada.

Se estou aqui penso lá.
Se lá estou, penso aqui.
E de tanto pensar
em estar em outros lugares
Nunca em lugar nenhum
eu realmente estou.

Recomendado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *