sozinha

Andei sempre
sozinha e
tristonha.
Perdida
eu sempre vim.
Sem ser vista,
invisível assim.
Sempre morrendo
de vergonha.
Vivendo essa vida
enfadonha.
Queria eu que tudo
chegasse ao fim.

Recomendado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *