#JuhLista7 primeiro tema: A vida é muito curta para: (não fazer listas!!)

Eu gosto de fazer listas de coisas na minha cabeça.

Quantos sabores de pastel já comi na vida. Quais os melhores. Quais músicas eu cantaria bem no karaokê. Quais eu cantaria mal, mas arrasaria na performance. Qual filme eu gostaria de ser protagonista. Quem seria meu antagonista. Quantos vídeos de receitas eu já salvei no facebook e quantos eu realmente fiz. (<-essa me deixa triste)

Fato é que eu sou a louca das listas imaginárias, tanto que já quase fiz uma lista de listas aqui nesse post. E cansei de guardar elas pra mim. Quer dizer, na verdade eu nunca guardo e acabo esquecendo tudo. E de vez em quando surgem umas coisas legais que se perdem na imensidão da minha imaginação, então vamos deixá-las registradas. 🙂

Estréia  agora a categoria #JuhLista7, que é onde vão ficar todas as minhas listas de coisas aleatórias quando elas surgirem na minha cabeça, sem censura.

Essa primeira surgiu hoje depois de eu ter assistido um filme muito ruim (que eu já imaginava que era ruim, mas insisti) e cheguei a conclusão que a vida é muito curta pra gente perder tempo vendo filme ruim. E é muito curta pra outras coisas também.

Vem comigo!

 

Coração moleem vida duratanto choraaté que cura.

Continue Reading

ano novo, de novo.

para ler ouvindo: Let It Be – The Beatles

quem diria

2015 foi um ano tenso, atropelado, cansativo. E eu surtei muito em 2015. Foi difícil passar por ele, tive dores horrorosas, mas quando acabou e 2016 chegou, me encheu de esperança de que tudo ficaria melhor. Porque parecia que nenhum ano poderia ser pior do que aquele que tinha acabado.

Mas daí foi tombo atrás de tombo de novo. Uma avalanche de coisas acontecendo, todas ao mesmo tempo, colocando em xeque a minha sanidade. Muitas vezes eu me vi sem saída. Muitos dias eu tentei ser positiva, bem daquele jeito que as frases de auto ajuda nos ensinam (algumas que eu mesma já escrevi e postei aqui, inclusive), mas na vida real só boa intenção não vale de nada. Alguns dias são como um caminhão de merda despejados na nossa cabeça e nem a pessoa mais positiva e calma do mundo iria ficar de boa ou ver algo bom nisso. E nesses casos essas frases parecem só piada. Eu sentia como se o resto do mundo tivesse um super poder de transformar toda a merda em ouro, menos eu que afundava cada vez mais.

Mas a diferença é que em 2016 eu não surtei como em 2015. Eu me mantive calma, fui resiliente e tive fé. Eu chorei, eu me isolei, mas eu não deixei de acreditar um dia sequer. Todo dia eu cresci um pouco, todo dia eu tentei ver com os olhos dos outros e não julgar, eu tentei ser melhor como pessoa, tentei ser melhor pro mundo e torci também pro dia seguinte ser melhor que o anterior. Teve dias que eu acertei. E teve dias que errei feio. Eu aprendi que naqueles dias que a merda toda cai na nossa cabeça não adianta fazer nada além de esperar. E que, olha só, às vezes a merda vira adubo. A vida é irônica e eu aprendi a rir das ironias da vida. E sei que apesar de tudo, mesmo depois de tantos tombos, eu fui e sou muito abençoada. E hoje eu entendo que eu só consegui enfrentar tão bem 2016 graças ao que eu enfrentei e aprendi em 2015. E descobri que realmente nada nessa vida é somente acaso.

No meio do caos também aconteceram coisas boas; pessoalmente, na família, no amor, no trabalho. Abri mão de algumas coisas por causa de outras, aprendi a desapegar, a deixar ir o que não me pertence. Acreditei em pessoas que depois provaram que não eram dignas de cofiança, mas aprendi a tentar entender e consegui perdoar. Nesse ano tive 3 poemas meus publicados no livro ‘Antologia Poética’ do projeto Senhoras Obscenas, mas não pude ir ao lançamento e chorei sozinha de orgulho e frustração. Perdi muito, mas ganhei o suficiente. E isso me fez ver as coisas e a vida de outro jeito. E que talvez esses dois anos que eu estava considerando como os piores da minha vida tenham sido na verdade os melhores. Porque eles tiraram tudo do lugar, da zona de conforto, fizeram bagunça pra caralho. E me fizeram melhor.

E o que eu espero de 2017 é tentar fazer da vida menos doída, menos pesarosa, independente da quantidade de tombos. Tanto pra mim quanto pra quem está perto de mim. Quero ser uma pessoa melhor. Melhor pra mim, pros outros e pro mundo, dentro das minhas limitações e defeitos. Agradecer mais e não reclamar tanto. Fazer valer a pena. Gastar tempo e estar junto de quem realmente importa. Porque a única certeza é que a vida é curta e estamos aqui só de passagem. E devíamos aproveitar melhor a estadia.

Feliz 2017 pra todos vocês! Que em 2017 sejamos o melhor de nós mesmos. ♡

– Juh, na luta pra ser melhor.

Continue Reading

Sorteio 7 anos do O Instável Mundo da Juh! Livro Florbela Espanca + Quadro e Marcadores <3

trilha sonora:

Shiny Happy People – R.E.M.

Oi gente!

7 anos atrás eu me aquietava de vez com um blog.

7 anos atrás nasceu “O Instável Mundo da Juh” e desde então esse tem sido o meu lugar favorito pra ficar comigo mesma. E é bem legal ver nesses sete anos o tanto de gente que se identificou com essa instabilidade toda daqui.

E em comemoração aos 7 anos de existência do blog eu resolvi fazer um sorteio pra agradecer e comemorar esses sete anos. O prêmio do sorteio é um kit lindeza:

juliana-bassan-ayon

o livro Antologia Poética da poetisa Florbela Espanca, nessa edição lindíssima em capa dura:

14305273_785988894877017_7521605241092441877_o

um quadro de madeira com vidro de um pôster 40×30 com um trecho do poema ‘Malogra’:

14305185_786199588189281_8616253608635510955_o

uma arte original em papel canson 24×16 feita por mim em aquarela, sem moldura:

14305364_10205416781659453_9100507544198169698_o

e mais 8 marcadores de livros com frases publicadas no blog e na página. 🙂

14361452_786188404857066_3258728401464496971_o

A promoção tá rolando lá na página do blog no facebook (facebook.com/oinstavelmundodajuh) e pra participar é só clicar na guia “Promoções” na página e clicar em “Quero Participar”!

Neste link você entra direto na promoção 🙂

raw

Abaixo estão as regras e o regulamento:

REGRAS
A participação do sorteio é gratuita e voluntária e qualquer pessoa física pode participar, desde que:
– tenha um endereço de entrega no Brasil.
– não seja um perfil caça promoções.

REGULAMENTO
A promoção é válida do dia 11.09.2016 até o dia 10.10.2016.
O sorteio será realizado através do aplicativo Yes Ganhei! na guia ‘Promoções’ na página do blog no facebook (facebook.com/oinstavelmundodajuh) entre as pessoas que clicarem em “Quero Participar” e estiverem dentro das regras acima. O resultado será divulgado no dia 12/10.
O vencedor(a) será divulgado em um post no blogwww.oinstavelmundodajuh.com.br, na página do blog no facebook (facebook.com/oinstavelmundodajuh) e será informado via email e inbox no facebook e terá o prazo de três dias para entrar em contato após a divulgação do resultado.
Caso o vencedor não entre em contato conosco no prazo estipulado um novo sorteio será realizado.
O prêmio será enviado no prazo de até 15 dias pela Juh pelo correio.
O blog não se responsabiliza pelo atraso ou extravio dos correios ou pela informação de endereço errado fornecido pelo sorteado.

Bora participar? o/

Chama os amigos e boa sorte! <3

Continue Reading

O meu casamento: temático, real e cheio de história pra contar.

Eu e o Jorge nos conhecemos com 17 anos, temos aí 12 anos de história. Em Junho de 2010 conseguimos a nossa casa, e pra não fugir do hábito, aconteceu em meio a turbilhão de coisas que sugeriam que daria tudo errado, mas no fim deu tudo certo. Passamos por vários perrengues pra conseguir deixar a casa como a gente queria e em Janeiro do ano passado, quando começamos a comprar os móveis, a casa ficou com cara de “casa” e bateu a vontade de mudar logo. Quando a gente está junto com alguém que ama é impossível não sonhar em dividir o mesmo teto e idealizar o casamento. Assim como eu, aposto que existem aí várias meninas que tem (ou tiveram!) no ‘meus documentos’ várias pastinhas com inspiração pra bouquet, vestido, decoração, convites… Mas sonhar muitas vezes passa bem longe da realidade. Chegou um dia que surgiu a hipótese de que a gente deveria vir morar na nossa casa de uma vez, sem casar mesmo. Mas parecia meio bléh demais. Só fazer as malas e mudar, que sem graça. Daí pensamos em nos casar e eu comecei a cotar preço das coisas e quase morri infartada. Nesse ‘universo’ casamenteiro tudo é sempre bem caro, bem mais do que a gente imagina, e que a maioria não pode bancar. E às vezes isso pode frustrar quem chega cheia de esperança querendo um casamento dos sonhos e vê que não é nada tão simples assim. E foi isso que aconteceu comigo. Como ainda estávamos fazendo coisas na casa, tudo o que se falava em dinheiro eu convertia em material de construção, mão de obra ou móveis e nada parecia viável. Mas mesmo assim, não gostava da ideia de só mudar e pronto. Quem nunca sonhou em casar? Eu não queria deixar passar em branco, mas também não tinha grana pra festa. Em Abril decidimos que nos casaríamos no cartório e que faríamos um almoço pra família. Família leia-se pais e irmãos, só. Gastar estava fora de cogitação. Marcamos a data pra 20 de julho de 2013, dia que faríamos 11 anos juntos. Daí poxa, a gente casando no dia que completaríamos 11 anos, tinha que ter algo a mais porque a gente tinha muito o que comemorar. Resolvemos chamar mais gente, os amigos mais chegados e mais alguns familiares, sofremos até chegar num consenso de uma lista bem reduzida. Daí o almoço virou um jantar. E começou a correria pra fazer milagre com pouca grana. E na falta do dinheiro, a gente contou com a criatividade! Isso não faltou pros convites, pras lembrancinhas, pros noivinhos… Como não seria nada tradicional, resolvemos fazer tudo temático em videogame, mais especificamente do Mario Bros, e também com Paintball, já que o Jorge joga. Colocamos a mão na massa e ficou tudo com a nossa cara.

 

Tudo foi feito pela gente ou por alguém da família ou amigos. E o mais legal é que vimos o tanto de gente que ajudou pra que tudo desse certo e que estava torcendo pela gente. Mãe, sogra, irmãos e irmãs, cunhados e cunhadas, madrinha, primas, amigos e amigas… todo mundo participou de alguma forma, embarcaram na nossa loucura e ajudaram a virar realidade. Foram praticamente só dois meses pra correr atrás de tudo, ficamos quase doidos, mas como valeu a pena! E isso provou pra gente que com amor e boa vontade tudo pode dar certo. E deu super certo! Muitas coisas deram tão certo inclusive que a gente tá até agora meio abobado pensando se foi mesmo verdade. Cada coisa me lembra alguém e alguma coisa que aconteceu, cada detalhe por si só tem uma história, uma risada, um carinho. Eu nem me vestiria de noiva, na última semana encontrei um vestido simples e baratinho e aluguei. Não contei pra ninguém e cheguei de surpresa, e quando vi os olhos da minha mãe, da minha vó e da minha sogra se encherem d’água e as reações de surpresa de todo mundo que estava lá, tudo valeu a pena. Foi tudo tão intenso que dá saudade. E isso não tem preço.

 

 

 

Contos de fada? Tô bem feliz com a realidade mesmo! 😉

 

Continue Reading

20 Coisas Que Deveríamos Falar Mais Vezes

 

 

Esse é o Robby, um garoto de 10 anos que é mais conhecido como “Kid President”, personagem que ele interpreta para uma série de vídeos do canal do youtube Soulpancake. No vídeo abaixo, com muita fofura, pertinência, bom humor e aquela leveza que só as crianças possuem, ele nos faz refletir e pensar sobre as 20 coisas que deveríamos falar mais vezes, e é quase um tapa na cara. Olha só:

 

Gente? Já virei fã desse menino! <3
O vídeo foi originalmente postado pelo canal Soulpancake no dia 22 de novembro, visto por 5.429.760 pessoas (até agora!). Ele ganhou uma versão traduzida, que está sendo compartilhada por muita gente em todas as redes sociais. Eis que nasce um novo viral! Mas mais legal que o vídeo em si, seria que essas ‘dicas’ fossem realmente levadas a sério e colocadas em prática. 🙂
Quais dessas 20 coisas você precisa dizer mais vezes?
Continue Reading

Mr Hublot – vencedor do Oscar de melhor animação

A animação francesa “Mr Hublot” venceu esse ano o Oscar na categoria de curta-metragem de animação. O filme foi feito por Laurent Witz e Alexandre Espigares.
O curta conta a história do Sr Hublot, um senhor aposentado, cheio de manias por conta do seu transtorno obsessivo-compulsivo, e que está de certa forma acostumado a solidão. Tudo muda quando ele decide adotar um cão-robô de estimação, o que transforma a sua vida monótona.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=SrLwLd5nk10]

Quem nunca viu sua vida mudando por causa de um peludinho, hein? Acho que bastante gente pode ver um pouco de si nesse filme, porque mesmo fazendo bagunça e virando nossa vida de cabeça pra baixo eles não conseguem que fiquemos irritados. Ao invés disso amamos mais ainda esses lindos. <3
Concorreram também ao Oscar os filmes “Get A Horse!”, da Disney apontado como grande favorito, “Feral”, de Daniel Sousa, e “Possessions” e “Room on the broom”. Vale a pena assistir os outros também. 🙂
Continue Reading

Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo!

2013 tá acabando e 2014 já tá aí ansioso pra chegar. Mas não adianta colocar no ano novo que vem aí todas as expectativas das coisas darem certo se a gente não fizer alguma coisa pra que isso aconteça. Então se você quer um ano diferente desse que tá acabando, seja a mudança que você espera. Dê o primeiro passo. Feliz 2014 e que sejamos todos pessoas melhores a cada dia que passar!

 
Continue Reading