Coragem #DesafiodePoesia

Uma foto inspirando um poema.

Eu participo de um grupo no WhatsApp de poetas e escritores e algumas vezes o moderador nos desafia a escrever por algum meio de inspiração, seja por meio de música, filme, palavras ou foto.

O desafio de hoje era escrever um poema inspirado por essa foto aqui:

E eu gostei bastante do resultado. Espero que vocês também gostem 🙂

Coragem

Deitada no chão frio do quintal
Eu olhava pro céu, desiludida
Esperando ansiosa por um sinal
Que me fizesse sentir compreendida

Empilhada ao lado do portão
Já estava toda a minha bagagem
procurei acalmar meu coração
e busquei um resto de coragem

Destruí arquivos e reticências
Rasguei fotos e retratos
apaguei todas as evidências
joguei fora os mimos baratos

De tudo não quis levar nada
Que me trouxesse recordações
De você, meu camarada
Eu só levo escoriações

A imagem que eu vou me lembrar
é das fotos jogadas no chão
que eu fiz questão de pisar
quando saí de vez pelo portão

E amor melhor que existe
é o amor que temos pela gente
Que mesmo que se esteja triste,
preenche e nos deixa contente

E um dia ainda, eu acredito
Disso tudo eu vou esquecer
Meu coração ao invés de ser aflito
Vai de novo florescer

– Juliana Bassan Ayon

Continue Reading

desvendando

Ei, quem é você?
O mundo me grita
e exige respostas.
Espera que eu seja coesa
e ainda convincente.
Mas eu não posso responder.
Eu me renovo todo dia
Eu sou o medo e a folia
O desespero e a alegria
A felicidade e a agonia.
Sou incansável e ociosa
Esfarrapada e vaidosa
Sou nova todo dia
Como então me definir?
Se esse eu de agora
amanhã vai partir?
Se o medo de hoje
amanhã não mais vai existir?
Quem é você?
Me grita de novo o mundo.
Pois bem, te responderei.
Sou a incógnita,
o enigma, o mistério
Sou toda incompreensão.
Te desafio a me desvendar.
– Juliana Bassan Ayon

Continue Reading