amor incondicional

Trilha sonora: I Love My Dog – Cat Stevens
“I love my dog as much as I love you. But you may fade, my dog will always come through”

 

image

No final de novembro do ano passado nós adotamos a Pandora. Ela estava então com quase 3 meses, era um cisco. Sempre foi toda fofa e amorosa, contradizendo todos os boatos sobre pitbulls. E ela sempre me surpreende. Ela é fofa, carinhosa, inteligente, companheira. Onde eu vou, ela vai atrás. Sempre foi assim. Ela me acompanha até no banheiro. Eu entro tomar banho e ela fica sentada esperando e é engraçado porque quando o vidro do box embaça por causa do vapor do chuveiro e ela não me vê mais, ela chora. Mas o melhor é quando eu vou lavar roupa. Eu pego o cesto e vou separando as peças e parece que ela quer ajudar, porque também quer pegar as roupas de dentro do cesto. E ela me segue por onde eu vou. Do tanque ao varal, do varal pra dentro de casa, de dentro de casa até a máquina de novo. Teve um dia que eu separei as roupas dentro de casa e fui até a lavanderia pra colocar na máquina e deixei uma calça jeans de fora pra lavar depois. Fiquei surpresa quando, enquanto eu ligava a máquina, ela chegou do meu lado arrastando a calça jeans. Parecia que queria dizer: “ow, tá esquecendo essa aqui ó”. Já teve vez de eu tirar coisa da máquina e levar pra estender e derrubar uma meia no chão, daí ela pegou e levou até mim. E enquanto eu procurava a dita cuja ela veio e deu uma cutucadinha com a cabeça na minha perna pra mostrar que ela já tinha achado a meia perdida, poxa. Agora ela acabou de vir perto de mim no sofá latir e ir pra porta. Fui olhar o que era e vi que minha jaqueta tinha caído do varal. Como pode, gente? <3 Nos meus dias de crise de dor ela fica mais junto ainda, deita pertinho e fica me dando lambeijos. E não pula forte e nem faz muita bagunça, parece que ela sente mesmo que eu não tô bem. O mais engraçado é que nunca ensinei nada, mas ela de alguma forma sabe e me ajuda. Diz se não é um tesouro essa minha menina? <3

Continue Reading